Parágrafo Cerrado – Encontros e pregnâncias nasceu com o objetivo de desbravar um espaço pouco explorado no Estado de Mato Grosso: a leitura de cena.

Foi com a junção de artistas buscando na pregnância o difícil exercício da escuta, que  as urgências de se escrever sobre as produções locais encontraram ressonância na tutoria de Beth Néspoli, crítica do Teatrojornal.
Com incentivo de Rafael Viana Coutinho, do SESC Nacional, as primeiras letras foram registradas durante o Festival Zé Bolo Flô 2016. Depois vieram a Semana de Leitura e Literatura e o Palco Giratório 2017 no Sesc Arsenal, a Temporada O Levante de Teatro na Casa Cuiabana e a Aldeia Guaná também no Sesc Arsenal.
E não pára por aí, somente no mês de outubro de 2017 teremos mais três ações coletivas: o Afeto conexões em dança (Sesc Arsenal), o Aldeia Rosa Bororo (Sesc Rondonópolis) e a nova frente de atuação na sétima arte, a 16ª MAUAL (Mostra de Audiovisual Universitário da América Latina).
Acompanhe as críticas pelo blog.  Boa leitura!

Fazem parte do Parágrafo Cerrado – Núcleo de Produção Critica desta edição:

juliana-capile-blog

Juliana Capilé

Possui graduação em artes cênicas pela Universidade Federal de Ouro Preto (2004). Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Teatro. Graduada em Direção Teatral pela UFOP – Universidade Federal de Ouro Preto. Experiências em direção teatral, dramaturgia e atuação para teatro e cinema. Cursou cinema no Instituto Dragão do Mar – Casa Amarela, em Fortaleza / CE. Integrante fundadora da Cia Pessoal de Teatro, como atriz, diretora e dramaturga. Participa do Coletivo à Deriva – Intervenções Urbanas. Uma das organizadoras do Movimento de Teatro – MT. Realizadora do Núcleo de Pesquisas Teatrais – Encontro Possíveis. Integrante do grupo de pesquisa Artes Híbridas/ ECCO – UFMT. Mestra em Estudos de Cultura Contemporânea / ECCO – UFMT

13230265_1173142629384315_4687664300434418427_n5

Thereza Helena

Atriz, musicista graduada pela Universidade Federal do Estado de Mato Grosso, mestranda em Estudos de Cultura Contemporânea. Professora de teatro no SESC Arsenal e de Canto popular na Escola de música Sol maior. Pesquisadora em estágio embrionário na dança contemporânea. Investiga as artes da cena desde 2005, quando fundou a Cia Thereza João, desde então aprofunda suas pesquisas atualizando seus conhecimentos em oficinas com nomes do teatro contemporâneo como Roberta Carreri do Odin Teatre, Roberto Simioni, do Lume Teatro e Marina Elias. Em 2012 participou da oficina “Dança das intenções” com Roberta Carreri na sede do Amok e em Cuiabá. Com a Cia Thereza João já circulou por São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Cariri, Rondônia e Paraíba na maioria das vezes com projetos do Sesc.

tati-blog

Tatiana Horevicht

Possui graduação em Artes Cênicas, habilitação em Direção Teatral pela Universidade Federal de Ouro Preto (2004). Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Teatro e nível técnico em Atuação com formação pelo CEFAR/Palácio das Artes (1999). Mestra em Estudos de Cultura Contemporânea pela UFMT (Universidade Federal de Mato Grosso) – pesquisa sobre a utilização de espaços cênicos não convencionais nas produções cênicas contemporâneas, intitulada “Máquinas de Cena Contemporâneas: Urbitária e a materialização da escritura cênica em Cidade dos Outros”. Integrante fundadora da Cia Pessoal de Teatro. Realizadora do Núcleo de Pesquisas Teatrais – Encontros Possíveis. Integra o grupo de pesquisa Artes Hibridas – Contaminações e Transversalidades. Atriz e pesquisadora de espaço cênico. Participa do Coletivo à Deriva de Mato Grosso.

 Aline Wendpap

sem-titulo

Atriz oriunda do Grupo “Pessoal do Ânima” de Cuiabá, Doutora em Estudos de Cultura Contemporânea, Mestre pela linha de Educação e Psicologia da UFMT, Comunicóloga, Professora e Produtora Cultural. Escreveu: “A televisão sob o ponto de vista das crianças”. Ministra cursos e oficinas sobre Teatro, Produção, Audiovisual, Psicanálise, dentre outros temas. Fez: Cinegrafia no vídeo “A Juventude no RJ e em Cuiabá” (2006); Colaboração técnica no vídeo “Sobre a Violência” (2006); oficina “Plágio, nunca mais! Use o rádio e o teatro como ferramentas de apoio à Educação”(2005); direção de elenco no vídeo “Passa na semana que vem”. Planejou e dirigiu o espetáculo de dança contemporânea: “Choro da Alma” – vencedor de dois Prêmios Klauss Viana de Dança 2011 e 2012;  com o Teatro Termômetro atuou em: “Rumores Arlinda Morbeck” (2009), Leitura Dramatizada de “Roberto Zucco” (2009), As Fias de Mamãe(2008); Jr. O Aprendiz Trapalhão (2005); outros trabalhos são: “Woot” 1ª web novela cuiabana (2008); Contadores de histórias (2004); Auto da Paixão (2002); O Cavalinho Azul (2001); Evoé (1999) – pelo qual venceu o prêmio de Atriz revelação no 8º FETESG (Festival de Teatro da Escola São Gonçalo).

arthurArthur Galvão

Doutorando em Estudos de Cultura Contemporânea, Psicólogo, Professor, Poeta, Pianista. Investiga as dimensões sociais e políticas do fazer artístico da juventude periférica, sobretudo dos e das LGBT. Experiência como professor em instituições de ensino superior (UNIVAG, UFMS) desde 2011. Autor do livro de poesias “Volume mínimo: sussurros poéticos”. Elaborou em 2016, durante o evento 100em1dia Cuiabá, um varal de poesias na Avenida Fernando Corrêa da Costa.

Leandro Britto

leancro-p-paragra
Graduado em Letras, pela Universidade Federal de Mato Grosso, ator, produtor, maquiador de teatro, atua nas artes cênicas desde 2000. Participou de vários grupos e núcleos de pesquisa em teatro. Atualmente pesquisa a imagem feminina em textos de teatro e a poesia de Charles Baudelaire.

Elka Victorino

img_3280

Doutoranda em Estudos de Cultura Contemporânea. Possuí graduação em Educação Física pela Universidade Federal de Mato Grosso (1993) e em Fisioterapia pelo Centro Universitário de Várzea Grande (2006). Especialização em Fisiologia do Exercício e do Desporto pelo IBPEX e Mestrado em Estudos de Cultura Contemporânea – UFMT (2013). É Membro do grupo de pesquisa de Artes Híbridas: intersecções, contaminações e transversalidades. Tem experiência na área de Artes, com ênfase em concepção, direção e construção coreográfica de espetáculos de dança.

Andreza Pereira

foto

Possui graduação em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo e em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Mato Grosso. É Mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Estudos da Cultura Contemporânea , onde pesquisou a relação entre Jornalismo e Literatura.

 

 

 

LUIZ RENATO DE SOUZA PINTONovo Documento 2017-03-18

Autor de Cardápio Poético (1993), Matrinchã do Teles Pires (1998), Flor do Ingá (2014) e Duplo Sentido (2016), este em parceria com o pernambucano Carlos Barros, é professor do Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT) desde 2011, atuando na disciplina de Língua Portuguesa, tanto no ensino médio, quanto no superior. Graduado em Letras-Literatura e Mestre em História – ambos pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), atua na docência desde 1998 com experiência em cursos de Letras em nível de graduação e pós-graduação. Concluiu o Doutorado em Letras pela Universidade Paulista Júlio de Mesquita Filho (2012), em São José do Rio Preto – SP. Pesquisa a obra dos escritores José de Mesquita, Antonio Sodré de Souza Neto e Ana Miranda.

 

IMG-20170823-WA0076  JUÇARA NACCIOLI

Atriz. Graduada em Letras – Literatura (1999), Especialista em Teoria e Prática da Língua Portuguesa (2005), ambos pela Universidade Federal de Mato Grosso, Professora, acadêmica de Psicologia pela Universidade de Cuiabá, cursando Terapia Sistêmica de Família e Casal no CEDIPSI. Atualmente pesquisando: A Dinâmica de famílias monoparentais chefiadas por mulheres do Bairro Liberdade. Atua em momentos (im)previstos como debulhadora de sentimentos e tecelã de versos e prosas. Proprietária de um caderno brochura onde deixa florescer poemas permeados de sensibilidades do Espírito e audácias da carne. Evoé/Axé/Saravá.

 

 

Anúncios